quem olha pra fora sonha, quem olha pra dentro desperta

 IMG_1709

 

essa frase que d’a o titulo a estas humildes reflexoes ‘e de Carl Jung, psiquiatra e psicoterapeuta suico.

j’a dizia a cancao: se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar que tudo era pra sempre, sem saber que o pra sempre sempre acaba.

Sempre acaba.

Uma amiga esta passando por um processo de separacao e as amigas todas dando razao a amiga, a chamada “forca amiga”. Fala-se de inrresponsabilidade, de apegos, de bens materiais que compartiram juntos, de coisas que se construiu ao longo dos x anos juntos. “Ja sofri um montao, agora quero ficar gostosa”.

Oi? e quer dizer que todo este tempo, voce se esqueceu de voce para viver o outro? “‘E, a gente se doa n’e?!”

Nao gente, nao.

Eu de fato gostaria saber: porque escolhemos aprender na dor? Amar nao ‘e sofrer. Quem disse isso? Quem inventou que amor ‘e igual a dor?

A dor s’o existe quando a gente pensa que o outro ‘e nosso. Que as pessoas sao nossas. Quem sofre no amor, nao ama de verdade. Ama momentaneamente. Ama pela metade. Ama sem amor. Ama com apego. O amor especificado nao ‘e amor. O amor que a gente conhece, t’a longe de ser amor.

Do casamento se faz um neg’ocio. Temos uma casa juntos. Temos a m’aquina juntos. O cachorro, com quem fica? E o que dizer quando se envolvem filhos nessa relacao. Gzuis.

‘E preciso estar inteiro para entrar em uma relacao. Para se relacionar de um modo geral. Os contos de fadas s’o nos fizeram iludir ao longo de nossas vidas. Ilusao=dor. E ‘e assim que estamos todos, iludidos e cheios de dor.

Entender que o outro nao ‘e parte sua, deveria ser fundamental para entrar numa relacao. O conflito surge quando nao se compreende no todo a relacao. Quando, ao inves, de apagar o conflito se compreende ele na mais pura essencia, nao volta.

Ao tapar o problema e nao compreende-lo ele sempre vai voltar. Ele estara sempre ali, pronto pra despertar. E quando a gente menos espero, tchummm….olha ele ai de novo.

Nao facamos isso com nos mesmos. Despertemos para o amor. Despertemos para o amor verdadeiro, sem apegos, sem conflitos.

Dediquemos-nos a n’os. Ao amor, amor sem especificaoes, sem querer ou desejar algo em troca. O amor que transcende. Quando aprendamos e nos bastemos, ai sim, podemos ser companhia de alguem. Compartilhar com alguem.

” a relacao baseada na necessidade mutua so traz conflito. Por interdependente que sejamos, nos utilizamos uns a outros com um proposito, com um fim. Se temos um fim, nao ha relacao. Quando nos utilizamos uns aos outros, por satisfatorio e agradavel que seja, sempre ha medo. Para evitar o medo surge a necessidade de ter” Krishnamurti falando sobre relacionamento.

QUEM OLHA PRA FORA SONHA, QUEM OLHA PRA DENTRO DESPERTA. Nao ha tempo pra sofrer, enxergar a beleza da vida se faz necessario. E r’apido.

 

Obs.: foi mal os erros, estou num teclado que nao tem nada de acento ou eu ‘e que nao sei colocar nem um acento rsrs.

 

Amor e luz para todos nos.

 

1 comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s