Tinha esquecido que a luta é de uma única causa: respeito a todas as formas de vida

ANIMAL DE PODER01

imagem do google

Vou tentar organizar minhas ideias pra vocês entenderem um pouco da forma que penso e que quero carregar pra todos aqueles que tem contato comigo, que acompanham o La Chica Vegana e que sabem quem sou, mas não sabem como penso.

É difícil organizar ideias, mas de ontem para hoje aconteceram coisas na minha vida que me fizeram refletir muito sobre as questões de Direitos Humanos, de Minorias marginalizadas e principalmente sobre Direito dos Animais. Me fez perceber o quanto somos carentes de informações e como tentamos resolver as coisas com programas assistencialistas e esquecemos da essência do problema ou da causa ou do mais básico ainda, da forma que somos educados.

Refletindo sobre estes pontos, comecei a pensar o quanto preservo a vida, a liberdade de um modo geral e do quanto luto para que cada ser vivo tenha sua liberdade de escolha, mas esqueci de que essa luta é por uma única causa, é de uma única causa: A LIBERDADE, O DIREITO,  A ÉTICA E O NÃO SOFRIMENTO A TODAS AS FORMAS DE VIDA HUMANAS E NÃO-HUMANAS.

Quando me tornei vegana, iniciei uma busca ferrenha por direitos dos ANIMAIS e esqueci de relacionar a todos os direitos, inclusive à vida. Esqueci de que não existe uma luta de causas e sim uma luta de UMA causa única. Tudo é fruto de um único ser…o respeito a vida de uma forma geral deve ser preservada e expandida para todos as formas de vidas.

Falo isso pois, vejo que a maioria dos defensores dos animais, defendem uma causa e esquecem de que tudo faz parte de um todo. Implantar leis para proteção de animais que infringem leis de proteção dos direitos humanos, executar pessoas que maltratem animais, não é a solução.

As vezes um sistema opositor nos faz pensar que a única maneira é oprimir o opressor e esquecemos de analisar a fundo as causas ali levadas ao ato e que dessa forma, sempre vamos ter oprimidos e gera uma bola de neve que não resolve o problema.

Muitas vezes fico bastante preocupada pois não percebemos que a violência contra os animais implantada em uma criança, vai sim gerar um adulto violento, há uma relação direta. Várias pesquisas, americanas inclusive, demonstram isso.

“Assassinos em série mataram ou torturaram animais, quando crianças. Esta conclusão foi o resultado da análise da história de vida desses criminosos, realizada nos Estados Unidos pelo Federal Bureau of Investigation (FBI, a polícia federal norte-americana), na década de 1970. Pela primeira vez, a relação entre crueldade contra animais e crueldade contra pessoas foi reconhecida no país”. http://www.pea.org.br/curiosidades/curiosidades_estudo_01.htm

“Crianças que torturam animais podem habitar um ambiente familiar violento ou sofrer um distúrbio psicológico.

Embora as crianças não sofrem diretamente de choque ou violência dano físico observado em casa é traumática. Medo, impotência, falta de domínio e controle em suas vidas tornam-se maus tratos em direção a ser mais vulneráveis no seio da família, os animais de estimação usados como bodes expiatórios, cujo sofrimento momentaneamente alivia a ansiedade”.  http://textozon.com/conteudo/artigo-5830.html

Entendam, por favor, não estou aqui defendendo a não punição ao indivíduo. Mas o ódio com que a gente vem se impondo com o outro, nos faz perder toda a razão, toda a luta e toda a causa.

Entendamos que o processo é de fato lento, trabalhemos isso em nós. Lembre-se que nós somos seres humanos, e seres humanos estes que defendem a pena de morte para pessoas que maltratam animais e esquecemos que o alimento habitual que é ingerido vem de animais que sofrem torturas, maus tratos, angustias… então, nos faz concluir que mesmo indiretamente a sociedade de um modo geral também tem essa “culpa” e Veganos/vegetarianos que apenas defendem as causas animais e esquecem de que as causas se unem, é única, precisam rever o que de fato defendem.

Veganos, vegetarianos, defensores dos animais, por favor, disseminemos uma ideia de amor e respeito a vida, de amor e respeito a todas as formas de vida. Passemos a frente o conhecimento. Conhecimento este que muitas vezes por hábito ou por pura preguiça preferimos tapar os olhos e deixar tudo do jeito que está. E esqueçam de defender apenas o não sofrimento de animais, a causa é muito maior do que só isso.

Antes de terminar este post li este outro post…

http://veganagente.consciencia.blog.br/libertacao-animal-sem-libertacao-humana-o-estranho-caso-dos-vegetarianos-reacionarios/#.UYKMXbWyDZ0

…que fala da mesma angustia que estou compartilhando com vocês e o escritor fecha o texto com o seguinte parágrafo:

“Enfim, por que ser um veg(etari)ano conservador? Por que defender libertação para uns e opressão para outros? – esta última pergunta, aliás, também deve ser tema de reflexão para aqueles que se dizem de esquerda para causas humanas mas não dão a mínima para a escravidão animal”

Seja o que você quer deixar para o mundo. Seja o exemplo das suas palavras e defesas.

Trecho de uma música que me foi apresentada e faz parte de uma dos acontecimentos que cito no início deste texto:
When I leave this world
Quando eu deixar este mundo
I’ll leave no regrets
Não vou deixar arrependimentos
Leave something to remember
Vou deixar algo para lembrar
So they won’t forget
Então eles não vão esquecer
Alguns outros vídeos interessantes:
 Algumas matérias, também interessantes:
Ufa, acho que consegui. Devo ter esquecido de algumas outras coisas…mas, essa é a essência.🙂
Achei este trabalho incrível de um fotógrafo Gregory Colbert
00030799

2 comentários Adicione o seu

  1. Os absurdos que há nesse mundo, infelizmente, viraram assuntos comuns pra puxar uma conversa e olha lá. Há pouca sensibilidade, mas há muito potencial para ela. Que o mundo seja justo um dia.

    Curtir

  2. À propósito, o menino do vídeo viaja mesmo, no bom sentido, é ótimo lembrar que as crianças tem muita imaginação e podem aplicá-la a questões bem sérias

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s